Texto: Eu nunca sonhei com você


Quando recordo minhas primeiras paixões, me sinto tão distante de quem eu fui. Forço a mente, mas não me lembro de como eu me via no espelho, do que eu sentia no peito, do que eu realmente queria. Eu aprendi tarde certas coisas. Eu errei bastante para entender como é viver a vida. Não é que hoje eu saiba, afinal, o aprendizado é constante. Mas é bom olhar para dentro e vislumbrar o quanto o tempo, as pessoas, as escolhas transformam quem a gente é.

Sempre fui romântica, vivi em devaneios. Não ilusões, porque meu amor nunca escapou pelos dedos. Mas pensamentos. Possibilidades. Quem é que nunca sonhou com o amor da vida? Porém, faz parte do amadurecimento quebrar o encanto das coisas. Te ensinam que expectativas foram feitas para serem frustradas. Que a paixão é perigosa. Que você nunca vai conseguir juntar todas as suas preferencias (ou quase todas) em uma pessoa só. E aí mora o perigo: a gente começa a aceitar pessoas pela metade. Que não trasbordam. Não somam. Não te marcam para vida inteira.


E é nessas horas que eu digo: eu nunca sonhei com você. Nem na minha noite mais criativa. Eu não esperava um sorriso tão lindo acompanhado de um coração tão bom. Uma mente brilhante e um amor tão puro, transparente. Que as conversas seriam tão interessantes quanto os beijos. Que a segurança e o respeito andariam de mãos dadas. Eu nunca achei que pudesse ser tão eu com alguém. E é por isso que quando eu olho para trás, só vejo vultos. Hoje sou tão feliz que o meu passado é mais vivo na mente dos outros do que na minha. Eu nunca sonhei com você porque Deus é mestre em surpreender Seus filhos. E assim eu aprendi mais uma coisa para levar para vida: certas expectativas foram feitas para serem superadas e não frustradas. O amor transcende todas elas. 

Texto: Layane Karrú


3 comentários:

  1. Oi Lay!
    que texto lindo!
    A realidade pode não ser como nossos pais ensinam, mas às vezes, ela pode até superar as expectativas, não é mesmo?!
    Adorei!

    :**

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto! Quando olho pra trás, muitas vezes, também não entendo minhas primeiras paixões!

    ResponderExcluir
  3. Ola! Gostei do seu Blog e tenho um Artigo para colaborar no seu Blog, faço divulgação na minha rede +2 milhões de acessos e te dou Link do meu blog. Não cobro! O que peço em troca peço é um link dentro do artigo para meu blog. Quer receber uma proposta para avaliação?
    prof.rosioliveira@gmail.com

    ResponderExcluir