CRÔNICA: Sem título.


 Sem título. Só mais uma - das várias - histórias já escritas por qualquer pessoa no bloco de notas de um computador, no meio da madrugada. 

 Já percebeu como nós, meros mortais, nunca temos certeza de quase nada? A gente sempre vai achando novos “por quês”, vai querendo novas respostas, tapando buracos. Um dia vai percebendo que tudo tem um fim, mesmo sabendo que algumas coisas nunca vão acabar. E é aí que você decide aproveitar cada momento.

 Não queria falar sobre amor hoje, mas não posso evitar. Não depois que te encontrei ali, naquela esquina. 

 Pensei realmente em dar meia volta e escolher outro caminho para voltar pra casa. Mas também não pude evitar. É como se eu soubesse que essa é a coisa certa a fazer, porém cada parte do meu corpo, continuasse em frente.

 Fiquei pensando o que você pretendia ali, em pé. Queria que estivesse me esperando, quem sabe. Mas a gente nem se conhecia! Eu só sentia que precisava te conhecer. Você segurava o segundo livro da minha trilogia preferida, mas depois disse que já tinha lido todos e tinha acabado de voltar da casa de um amigo, a quem tinha emprestado.

 E acreditem, foi assim que nos conhecemos. Falando sobre "Jogos Vorazes" e também conversando sobre o clima. Como eu poderia deixar de sorrir, com você tentando adivinhar metade da minha vida e me contando mais metade da sua? Ali mesmo, naquela esquina, faltando uma única quadra até minha casa. 

 Descobri meses depois que sentia sua falta mais do que conseguiria admitir à você, já que nem conseguia admitir a mim mesma. E o pior de tudo, é que apesar de eu te contar todos os meus segredos, você  se tornou o único segredo que eu não podia te contar.

E mesmo depois de eu ainda querer novas respostas, sentia que com você não era preciso. Simplesmente porque você já as tinha para você mesmo. Percebi que naquela hora, não tinha mais necessidade do "por que". Porque no fundo, eu já sabia. Ou melhor, eu já sentia.

 Ah, e o melhor de tudo, é que quando resolvi te contar sobre o que você significava, você também já sabia. Mas talvez, isso não seja sobre o final feliz. Talvez isso seja apenas sobre a história. Daquelas que acontecem uma vez na vida, e que você sabe que terá mais e mais capítulos para colecionar. 



5 comentários:

  1. Amei, sério aquela frase de "precisava te conhecer" é tão eu... Sinto isso por algumas pessoas, vontade de conhecer, abraçar e cuidar... Que texto lindo parabéns eu amei demais!
    http://theclassicblack.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Que lindo, estes sentimentos surgem assim, aos pouquinhos você vai percebendo que a outra pessoa tem tudo a ver com você, e é inevitável. Textos na madrugada sempre rendem belas palavras.

    Tem sorteio lá no blog, se você quiser participar, fique a vontade.
    Beijinhos!!
    Meios Dias Gastos
    Curta a FanPage do Blog

    ResponderExcluir
  3. Que lindoooo! *-*

    ♥ Blog Cerejas no Topo:
    http://www.cerejasnotopo.com

    ResponderExcluir
  4. Estou sem palavras,digo o que?! lindo,emocionante,inefável!
    "você se tornou o único segredo que eu não podia te contar." --Eu adoro ler o que escrevem,com certeza voltarei aqui mais vezes!
    Aah Jogos Vorazes também é minha trilogia favorita hahaha
    Beijo grande :))
    http://cami-lices.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adorei o textinho, diferente do ando lendo ultimamente, gostei. Beijão <3

    @keithpappen
    www.detalhesamor.blogspot.com

    ResponderExcluir