Panos e Eu


Estou enclausurada, presa em mais panos e panos. Lembro-me da minha infância, quando uma amiga me cobria com um cobertor e pulava em cima de mim. Eu ria e me debatia, até o momento em que começava a achar toda aquela brincadeira sufocante e logo pedia por socorro. Era tão simples! Mais alguns segundos e eu podia ver a luz de novo e sorrir. Como eu gostaria que aquele tempo voltasse. A infância não traz nostalgia, ela a cospe na nossa cara.

 Agora, nem mulher, nem criança, sinto-me presa como um novelo de lã, uma bola de neve que desce montanha a baixo, se tornando cada vez maior e gorda. Panos – ou seriam trapos? – me envolvem de maneira suja e grudenta. Camadas e mais camadas se acomodam como pétalas ao meu redor enquanto eu luto como um bicho selvagem e sem razão. Quem está me cobrindo? Provavelmente não é um amigo. Possivelmente é alguém que me quer ver cair no mais escuro poço do meu ser, me cobrindo e tirando o ar pra que eu não mais veja ou sinta, ou simplesmente seja. Simplesmente? Como se “ser” fosse algo simples. Ser é muito além do que você é. Ser é a prática. É o que você age, o que você transpira. Convenhamos, tudo o que você externa não é quem realmente é. Num mundo onde pessoas são paredes, transparência é aberração.

 Onde eu estava, mesmo? Verdade, lutando e me perguntando. Aliás, para escrever esse texto foi necessário um ponta pé. Fiz força com os braços para rasgar alguns panos. Um texto! Que miséria. Esse alguém tornou difícil até o alívio de me expressar. Se isso é uma investigação, creio que devo colocar a culpa em alguém. Não é o que as pessoas mais fazem por aí? Jogam a bomba pra cima e azar da cabeça em que ela cair. Fácil. Quero pensar em algo mais plausível, não tão acaso. Creio que seja culpa do mundo. Mais, especificamente, as futilidades do mundo. Aquelas que eu abracei, muitas vezes chamei de “minhas”. É a pressão do meio. O bate-volta da vida. É tudo. Pronto, generalizei novamente. Ótimo progresso.

 Já pensou no quanto as pessoas nos enganam? Aposto que odeia quem faz isso com você. Aposto que sente raiva, tristeza, quando se lembra do nome da pessoa que mentiu ao seu ouvido. Pensou em um nome? Mas eu aposto que também não é esse o certo, porque você está sendo enganado. Quem mais te engana é também o único que pode te derrubar. Quem mais te engana é quem te faz jogar a culpa pra cima, colocar a culpa no mundo. Porque no final das contas a culpa é sua, e você vive se enganando, se afogando, se cobrindo, morrendo. Você não é seu amigo nem seu inimigo, você é o filtro de uma explosão interna que faz força para liberar apenas o que considera permitido. Você é o escudo que tenta impedir que o seu mundo imploda até o seu ínfimo virar pó. E só estou admitindo isso agora, porque quis. Porque quem me cobre é meu espelho, é o vento que pode soprar a favor ou contra mim. É quem eu sou, mas não quem eu quero ser. EU, já chega. Dá pra sair de cima de mim? Creio que nós dois já estamos cansados dessa brincadeira.

Um Beijo pra quem leu até o final :*

14 comentários:

  1. Oi, estive passando por aqui e adorei seu blog (: Estou seguindo, viu ? Quando puder, de uma passadinha no: http://papeandocomgabi.blogspot.com.br/

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi flor, adorei o blog e o post.
    Obrigada pela visita no meu, volte sempre!

    bjs Má
    www.2betrend.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oii flor, td bem? Conheci o seu blog atraves do Dela Mila e ameii, seus looks, seus textos, tudo!!! Seguindo!!!

    Borboleta Maquiada

    ResponderExcluir
  4. Gostei do blog, muito autentico.
    to seguindo.

    http://garotadeconteudo.blogspot.com.br/

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Que texto em? Li e gostei muito! Muito bom para refletir...
    Bjss
    estilorockdiva.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. ótimo texto,ja fui muito enganada,muito muito enganada por pessoas que nunca pensei e depois de ler este texto escrevi um lá no blog pois lembrei de uma pessoa que mentiu muito pra mim.ultimo paragrafo tudo a ver comigo.

    ResponderExcluir
  7. muito legal o texto, tem pessoas que nao merecem nossa amizade e carinho.
    bjks
    plumppout.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito daqui e dá forma que você escrever parabéns pelo blog vOCÊ ESTÁ BEM?e as novidades hein?
    Eu tenho uma mega novidade pra você no blog e ainda mais um projeto bacana, bora ver?
    http://estilloetendencias.blogspot.com.br/2012/09/projeto-pela-cidade.html

    Obg mesmo por fazer parte do meu sonho.
    bgs
    @maahmusic

    ResponderExcluir
  9. Belo texto! Meus parabéns!

    Beijos da Kika/Blog Acessarte

    ResponderExcluir
  10. Enclausurar-se em uma suposta culpa que não é sua...ou talvez até seja leva qualquer um a loucura.Tentar reviver o que já passou,estudar exaustivamente todos os aspectos de forma a melhorar e não piorar o que nós faz sentir menor,sujos e incrédulos em tudo em todos pode ser uma ideia.
    bjos

    kalyne-misturaquedacerto

    ResponderExcluir
  11. É dificil quando quem nos engana é muito proximo. A gente não quer acreditar, é claro, mais uma hora a fixa vai caindo.

    Bunnets (.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  12. Adorei teu blog, muito bom, e esse texto me deixou com saudade da infância mesmo...
    http://theclassicblack.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Adorei esse texto!
    O blog está lindo!
    Beijos, Carol Nana
    www.chadatarde .com

    ResponderExcluir
  14. Adorei o texto e o final foi muito legal... então ok, estou saindo pode respirar, rs. Eu tinha pavor dessa brincadeira, eu logo berrava e saía aterrorizada, rs.
    Estava sumida, mas voltei... coisas loucas andaram acontecendo, mas agora está tudo certo, rs.
    Bjus

    Rafa
    www.rafaelando.com.br

    ResponderExcluir