Como é morar na Tailândia? - com Larissa Bés


Oii! Tudo bem? Me bateu uma vontade de falar sobre viagem/intercâmbio aqui no PF e hoje, com muito prazer, trago pra vocês uma entrevista com a blogueira Larissa Bés, do blog Larissa na Estrada. Ela tem 20 anos e atualmente mora em Phuket, Tailândia. Abaixo vocês vão saber o que ela achou de lá, da comida, do povo, das dificuldades de adaptação e lugares incríveis pra visitar. Confiram:




- Como/Por que foi morar na Tailândia?
Eu nunca tinha pensado em visitar (nem muito menos morar!) na Tailândia, mas tudo começou a virar realidade quando o meu visto americano estava chegando ao fim. Meu namorado é de New York, mas já morou na Tailândia para treinar Muay Thai. Aqui ele se aproximou muito de algumas pessoas e que hoje são como família para ele. Quando meu visto americano chegou ao fim e eu tive que deixar o país, meu namorado e eu não queríamos retornar ao Brasil, foi então que resolvemos vir para a Tailândia por alguns meses. 

- Qual foi a sua maior dificuldade na adaptação? 
É complicado dizer qual foi a maior dificuldade porque tudo era muito novo pra mim então eu tinha problema com tudo. Mas pra ser sincera, a comida ainda é um dos meus maiores sofrimentos.

- O que te chamou mais atenção no país? (Positiva e negativamente)
Positivamente eu diria a fé. Eu acho legal a devoção que eles tem pelo budismo, mas não consigo entender de maneira alguma a devoção que eles tem pelo rei, por exemplo. Acho bonito, mas não entendo. O país não é governado pelo rei mas ele é uma figura extremamente importante aqui a ponto de ter hino até antes do filme no cinema e você precisa levantar em respeito a ele. 
Negativamente eu diria os animais hahahaha. Esse era o meu maior medo quando eu soube que viria pra cá. Uma vez eu estava almoçando num restaurante simples e passou um rato enorme pela cozinha, isso quando não via vários (mesmo!) na calçada, na rua, etc. É claro que isso tem até no Brasil, mas cara, eu sou extremamente chata pra bicho. Não dá! Minha cota de ratos já deu por aqui mesmo. Em sete meses de Tailândia, semana passada foi a primeira vez que eu vi uma cobra (no meu pé ainda!), o que por sinal, é bem pouco, já que tem até notícia de cobra dentro do vaso sanitário, mas graças a Deus nunca vi e espero não ver porque ainda to aqui hahahahaha!


- O custo de vida é alto ou baixo?
Então, depende. Eu diria que baixo, se você pensa em dólar. Mas se você levar em consideração o valor que os tailandeses ganham, aí o custo de vida não é baixo e sim bem simples. Eu nunca aluguei casa ou paguei conta de água e luz separado, por exemplo. Sempre fiquei em resort e tudo isso é incluso no preço, então não sei te dizer os gastos se alguém vai se mudar pra cá, alugar um apê e etc. Mas para comida e passeios eu acho bem mais em conta, comparando com os preços de New York por exemplo. Eu já não lembro os preços do Brasil, mas aqui eu compro blusas, shorts jeans, shorts de academia por cerca de 6 dólares. Claro que eletrônicos e produtos importados acabam tendo taxa, mas no básico como comida, táxi e roupas eu gosto do preço!   

- Como você caracterizaria o povo tailandês? 
Feliz! Claro que tem gente chata e sem paciência por aí, mas eu acho o povo bem feliz e simples. Eles vivem com pouco mas são felizes. Adoro gente que sorri sem nem te conhecer. 

- Teve muita dificuldade com a língua nativa? 
Tive e tenho. No começo eu achei que ia aprender alguma coisa, estava toda animadinha, mas chegou uma hora que eu larguei mão hahahahaha Sei algumas palavrinhas, mas nada de especial. Aqui todo mundo fala inglês, mesmo que um inglês bem simples e cheio de sotaque, ainda sim eles falam. 



- Como é o clima? 
Quente. Quente pra caramba. hahahah Eu não sei se é porque eu vim direto do Eua e passei muito frio lá que acho a Tailândia extremamente quente. Deve ser mais quente que o Brasil! Tem dias que é insuportável, e as chuvas mais fortes e barulhentas que eu presenciei também foram aqui. Eu vim em agosto e todo mundo dizia que era a época que mais chovia mas não achei nada fora do normal como eu pensei que era.  

- Qual a sua visão sobre a moda tailandesa?
Moda tailandesa resumida em uma palavra: crocs! hahahahahaha Eu não sei em Bangkok porque nunca fui lá, então talvez seja diferente, mas baseado nos lugares que eu visitei eles são bem simples e usam crocs pra tudo. Não tenho nem como descrever um estilo pra você porque eles não tão nem ai sabe? Se a camisa combina com a calça ou não, ninguém te olha. Pode vir e vestir o que quiser, e meu, isso é uma delícia! hahahaha  


- Fale um pouco sobre a culinária. 
Ainnn, esse assunto é complicado. Complicado demais hahahaha. Eu sofro pra caramba, todos os dias. Eu gosto de um prato que é frango frito com alho e pimenta do reino. Só. Já gostei de um outro prato típico chamado Pad Thai mas agora eu não consigo sentir nem o cheiro. Acredite se quiser, o melhor Pad Thai que eu comi não foi na Tailândia e sim no Eua. Estranho né? Mas aqui eles fazem bastante coisa apimentada, arroz frito, macarrão, sopas.. enfim. Nada que eu ache bonito ou gostoso. Juro que tentei me acostumar mas não deu certo. 



- Dos lugares que você conheceu, quais um turista não pode deixar de visitar? 
Muita gente já ouviu falar e é um dos destinos mais procurados aqui: Phi Phi Island. É um lugar lindo, são várias ilhas e a água é transparente. Uma pena que eu só tive tempo para visitar tudo em um dia, foi bem corrido e não pude voltar lá. O Big Buddha é um lugar legal pra conhecer mas não tem nada de impressionante. É bem mais bonito de longe! Tem a aldeia das mulheres girafas também! Mas um lugar que eu ainda não fui e morroooo de vontade de conhecer chama Chiang Mai. Minha amiga foi pra lá e cuidou de elefantes por um dia inteiro, aprendeu sobre eles, deu banho e fez passeios nas costas de um elefante. Queria muito fazer, mas não acho que vai rolar dessa vez :( . #chatiada. 



O que acharam da entrevista? Comentem!
Beijos <3

Meus looks preferidos do Oscar 2015

Olá! Tudo bem? Perdida como sou, fui descobrir que o Oscar 2015 estava rolando quando passei pela sala de TV e vi minha mãe assistindo ontem à noite. Não deixei de ver, claro, e devido ao meu encantamento por alguns vestidos resolvi fazer esse post mostrando os meus looks preferidos do Oscar 2015. Confiram:

Esses dois foram os que mais me fizeram babar. Os vestidos são semelhantes - tanto no modelo como nos tons - mas cada um se destaca individualmente. .O decote profundo alonga o corpo e transmite elegância e sensualidade sem fim. O da Jennifer Lopez é um nude, discreto no brilho, mas que impõe muita presença.  Me lembrou uma princesa. Já a Luciana Duvall apostou num salmon com pedrarias brilhantes. Com esse corpo delicado, me lembrou uma bailarina.


O vestido na Jennifer Aniston não me encanta tanto ao vê-lo assim na foto. Mas quando a vi apresentando um Oscar, achei simplesmente maravilhosa. É um modelo discreto, porém muito bem trabalhado e diferente.

                    

Choe Grace entrou na minha lista de preferidos porque achei que ela ficou parecendo uma boneca nesse vestido. Não é ousado, chamativo, revolucionário, mas é clássico, lindo e sem erro. Achei que combinou muito com os traços delicados do rosto dela. 

                    

Que vestido l-i-n-d-o. Rosamund Pike acertou em cheio na escolha. A pele branquinha, a make e sandália discretas, destacaram ainda mais o vestido. 


Scarlett johansson escolheu um vestido sóbrio, e deixou todo o glamour para uma gargantilha poderosa. A princípio não achei muita graça no look, mas depois que a vi apresentando um Oscar, achei que estava um espetáculo. Pensa numa cintura de outro mundo!


Os nudes e tons claros dominaram o tapete vermelho. Zoe Saldana acertou em cheio na escolha do modelo. Achei super chic e clássico. O tipo de escolha que não tem erro!


Eu adoro azul marinho. Então quando vi o look da Rita Ora achei fantástico. O vestido tem vários detalhes, porém todos se encaixam e se equilibram perfeitamente!


Emma Stone estava parecendo uma joia nesse vestido iluminado e todo bordado. Confesso que não gostei muito da cor, mas não posso negar o quanto ela ficou linda nele. 


Adorei a cor do vestido da Sofia Vergara. E esse bordado maravilhoso? Quero pra minha formatura!

Esses foram os meus preferidos. 
De qual você mais gostou? Me conte nos comentários! Beijos <3


Não acomode o seu amor


O amor é sentimento livre. É constante, seguro e se renova com precisão. Não te dá tempo para divagar sozinho, sua presença é constante e pulsa em cada sinapse dos seus dias. O amor se torna a razão do seu andar pra frente e a partir de então, toda evolução é por ele, pra ele e com ele. Não se mede mais as ações, os passos dados e as curvas que estão por vir. Só se pensa no agora, no pra sempre, na beleza de sentir. E tudo o que fora antes, nem parece existir. Porque quando se trata de amor de verdade, não dá para comparar ou se medir.

Não acomode o seu amor. Amar é constante, mas não é estático. Há sempre uma nova frase a se dizer, um presente a doar. Não deixe que ele se esconda nas esquinas da sua rotina, até que você perca o real sentido de amar. Porque cada arrepio é diferente, cada sorriso congelado tem um brilho e seu momento. Não deixe que a chama se apague dentro de você. É melhor que ela consuma as suas vísceras do que morrer intacto. Quem ainda não sentiu o peito queimar de amor, vive num mundo abstrato.

Não fique com uma pessoa por medo de não achar alguém melhor. Não tenha receio de jogar tudo pro alto e buscar quem realmente te transborda. Não aceite meio termos se o seu amor é completo. Não aceite superficialidade se você nasceu pra mergulhar fundo na alma de outro alguém. Amor acomodado não é amor, é conveniência. Estar com alguém porque é fácil, confortável e sem muitos esforços, é beirar a decadência. Jamais negue um amor verdadeiro. Valorize quem realmente se doa. Nem todo mundo nesta vida sabe amar por inteiro.  

Look Masculino: Calça branca

Olá! Como passaram o Carnaval? O meu acampamento foi uma delícia! Voltei toda animada com o blog e hoje quero abrir uma nova tag aqui no PF: Look Masculino! Pra quem não sabe, eu tenho um irmão mais novo chamado Igor Karrú. Ele tem 14 anos (com 1,88 de altura) e é muito estiloso. Esses dias resolvi fotografar alguns looks dele e abrir um espaço aqui no blog para o público masculino. Confiram:













Polo: Zara
Calça: Richard 
Sapato: CNS

O que acharam do look e dessa nova tag aqui no blog? Comentem!
Beijos <3

Pausa pro acampamento de carnaval!


Oláá! Finalmente o feriado de carnaval chegou <3. E como todo ano, eu fujo da folia e vou acampar com a minha igreja num lugar beeeem lindo. E totalmente sem internet! Portanto o blog vai ficar desatualizado até quarta. Maaaas depois tudo voltará ao normal. Aproveitem esses dias com juízo, viu? Beijão e até breve!


Quanto custa viajar?


Oi, gente! Tudo mundo animado pro feriado de carnaval? Aliás, falando em feriado, haverão vários deles neste ano de 2015. Dá pra aproveitar e planejar uma viagem pra algum destino inédito. É só escolher a data, o lugar... Mas o principal, é: Quanto custa viajar? A dica de hoje é um site que eu descobri ainda essa semana: www.QuantoCustaViajar.com.

Nele você vai descobrir preços médios de passagens, custo para passeios turísticos,  hotéis, albergues, alimentação e transporte. Disponibilizam uma calculadora para calcular o valor da viagem em dias + passagem. E você ainda pode selecionar as melhores opções de acordo com a sua condição: mochileiro, econômico ou conforto.


Escolhi um destino (Londres) e tirei alguns prints pra vocês terem noção de como funciona:



O que acharam da dica? Comentem!
Beijos <3

Como se vestir na faculdade?


Parece que foi ontem que eu pisei pela primeira vez na minha faculdade. Era um misto de nervosismo e ansiedade que faziam meu coração bater acelerado. No começo parecia tudo muito assustador e diferente. Mas a verdade é que a transição para essa fase não é chocante, ou se quer imediata. O que te transforma não é fato de você ter entrado numa faculdade, mas o que te afeta ao decorrer dela. Depende das suas decisões, companhias e soluções. Do quanto você realmente está disposto a evoluir. 

Quem sabe você tenha um colega com cara de oitava série e outro com cabelos grisalhos. Um professor que se tornará seu brother e outro que não fará esforços para aliviar a barra. Quem sabe a mentalidade da sua sala tenha estacionado no ensino médio e você descubra que gente maior de idade também faz panelinhas. Talvez você encontre o amor da sua vida: seu curso ou um namorado. Ou então chegue a conclusão que deve tomar outros rumos -  e aceitar o fato de que você entrou na faculdade errada. Ou melhor: descobrir que você nunca esteve tão certo na vida. 

Ah, verdade! Esse post é sobre como se vestir na faculdade. Pois bem, se você tiver a mesma sorte que eu, você é livre. Na minha faculdade tem de tudo - menos alguém (ou alguns) que perdem mais tempo cuidando da vida dos outros do que da própria. Cada um se veste como quer e como pode. O legal de passear nos corredores é curtir e observar as variedades. E se sentir à vontade pra variar também. Por exemplo, tem dias que eu vou bem arrumadinha e outros de qualquer jeito. Às vezes vou toda de preto, outras girlie e até mesmo hippie. O que manda é o humor do dia. Shorts, calças, vestidos, saias, são todos bem-vindos. Contanto que você não se vista como quem vai pra uma festa, esteja confortável e se sentindo bem, está tudo certo. Na composição não podem faltar a responsabilidade e o compromisso. Ser relapso na faculdade é UÓ! Lembre-se sempre que seu futuro depende disso. 




                                             O que acharam do post? Comentem!
Beijos <3